Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar acaba com trégua e pressiona Paula Azevedo a dar explicações sobre saúde do município

A Secretária de Saúde de Paço do Lumiar, Daniele Pereira Oliveira, vai ter que encarar a câmara de vereadores do Município e responder a inúmeros questionamentos sobre sua atuação à frente da pasta. Durante a sessão de ontem,22, a casa aprovou um requerimento de autoria da maioria dos parlamentares, que solicita a presença da Secretária para essa “sabatina”.

A pasta vem sendo alvo de críticas constantes pela casa de leis e pela própria população que reclama da linha de ação adotada pela gestão Paula Azevedo (PCdoB) no combate à Covid-19. Um outro assunto que deve vir a tona nesse encontro é o descarte de lixo hospitalar, isso porque recentemente dois vereadores(Miercio e Fernando Feitosa) flagraram a equipe de limpeza pública coletando lixo hospitalar como se fosse lixo doméstico.

O descarte irregular de lixo hospitalar pode ser tipificado como crime, com pena de reclusão de dois a quatro anos e multa. A Anvisa estabeleceu regras nacionais para normatizar a coleta do lixo hospitalar desde o descarte até o destino.O ideal é que cada gerador de resíduos crie um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, baseado nas características dos resíduos gerados e na classificação dada pelo órgão. Isso garante que o lixo seja separado e descartado corretamente.

A Secretária de Paula Azevedo, ainda vai ter que explicar porque o SAMU do município foi desabilitado e o que aconteceu com o álcool em gel vencido e levado as escondidas da SEMUS; na época a prefeitura disse que o álcool vencido tinha a troca como destino, mas não justificou porque deixou o álcool perder a validade ao invés de distribuir nos postos de saúde ou até mesmo para a população. Sobre a troca da mercadoria, até hoje ninguém nunca ouviu falar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *