Com o nome sujo na praça, Nádia Quinzero pode ser a próxima a cair no governo Braide

Aliados de Eduardo Braide pedem que Nádia Quinzeiro seja retirada da presidência do Instituto de Previdência e Assistência do Município – IPAM. O fato é que, a única e exclusiva motivação pela permanência dela no cargo até hoje, seria a intervenção por intervenção de Flávio Olímpio, exonerado essa semana do cargo de Secretário Administração.

O nome de Nádia também é mau visto pelo eleitorado de Braide, pois ela é investigada por desvio de dinheiro da prefeitura de São José de Ribamar juntamente com o ex-prefeito Eudes Sampaio. Segundo denúncias feitas ao Ministério Público, Nádia teria cometido inúmeros crimes enquanto esteve a frente do Instituto de Previdência Social da cidade balneária. A própria prefeitura na gestão Dr.Julinho fez a denúncia quando se deparou com fraudes e nomeações falsas na folha de pagamento do IPSJR.

Na representação protocolada pela prefeitura ribamarense, Quinzeiro teria realizado transferências bancárias de dinheiro público a empresas fantasmas e efetivado servidores na folha do órgão sem nomeações.

Ela e o ex- prefeito Eudes, além de outros quatro denunciados, foram convocados para explicarem, o pagamento de R$ 136.412,77 a uma empresa que não possui nenhum vínculo contratual com a administração da cidade.

O repasse, destaca a representação, foi efetuado por meio de transferências bancárias nos meses de novembro e dezembro de 2020.

Após Eudes perder a última eleição e não se reeleger, ela levou para o IPAM toda a sua trupe, que é ligada ao ex-prefeito ribamarense, inclusive muitos destes além de não terem feito campanha para Braide, apoiaram a candidatura de Duarte Jr., que foi candidato do governador Flávio Dino (PSB), basta fazer uma pesquisa rápida nas redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *