Corpo de indiano não será enterrado no Maranhão

O corpo do indiano Rajan Parakottil, de 54 anos, que morreu na capital São Luís vítima da variante delta do coronavirus, será transportado para Índia. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o traslado.

Rajan Parakottil passou 43 dias internados, após contrair a variante enquanto estava no navio Shandonpg Da Zhi. O translado só foi autorizado mediante o cumprimento de algumas exigências sanitárias, como acondicionamento em urna funerária impermeável e lacrada durante todo o trajeto. Porém, a Anvisa disse que aguarda o cumprimento de exigências documentais do Governo da Índia.

Rajan Parakottil é a segunda vítima confirmada da variante delta no Brasil. A primeira é uma mulher grávida de 42 anos, que veio do Japão, para o norte do Paraná e morreu em 18 de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *