Descontando 400 reais de professores e sem preparar escolas, Toca Serra anuncia retorno de aulas

Quase dois anos com a maioria das instituições de ensino fechadas em razão da pandemia, algumas cidades maranhenses decidiram seguir o decreto do Governador Flávio Dino de retomarem as aulas presenciais.

Uma dessas cidades é  Pedro do Rosário, não sabemos se o município tem condições pra isso, até porque no site da prefeitura a última atualização do número de casos, foi no dia 12 do mês passado e os dados sobre a vacinação, não são disponibilizados. Primeira obrigação não cumprida pelo prefeito Toca Serra.

Se o estado liberou, cabe a cada município aderir ou não o decreto, mas se for aderir que seja da maneira correta, seguindo todos os protocolos, mas não é isso que a população tem visto em Pedro Rosário. Uma denúncia chegou ao blog afirmando que as escolas da rede, não estão preparadas para receberem alunos.

Veja a denúncia 

Segundo os denunciantes falta álcool em gel, falta papel toalha, sabão, entre outros itens necessários para higiene pessoal dos estudantes, apesar de cada unidade de ensino ter direito a R$ 7 mil por meio do Sistema Integrado de Gestão Financeira, valor disponibilizado justamente para manutenção desse cuidados e pequenos reparos nas unidade.

Um outro problema, também denunciado no blog, foi o fato de Toca Serra ter  descontado 400 reais no salário dos educadores. Ninguém consegue explicar, que desconto é esse.

O Ministério da Educação (MEC) definiu um protocolo de biossegurança para a retomada gradual das aulas, o protocolo está disponível no portal do MEC e traz orientações sobre medidas de prevenção individual e coletiva, como aferição de temperatura, limpeza e ventilação de ambientes, uso de máscara, disponibilização de álcool gel 70% e respeito às regras de etiqueta respiratória e de distanciamento social. Pelo visto Pedro do Rosário tá bem longe disso.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *