Roberto Rocha entra com Ação Popular “DUVIDOSA” na Justiça para Flávio Dino parar as obras das cabines intimas

O Senador Roberto Rocha deu entrada, na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luis, no dia de hoje em uma Ação Popular para o Governador Flávio Dino através da Secretaria de Estado e Administração Penitenciária parar as obras das cabines íntimas nos presídios do Estado.

Foi noticiado pelos grandes meios de comunicação em massa e por meio das mídias digitais que o Governo do Estado do Maranhão autorizou, em 28 de janeiro, a construção de 22 módulos íntimos, em 11 unidades prisionais do estado.

“É sabido que esses espaços servem, entre outras finalidades, para que a população carcerária receba visitas conjugais (visita íntima), embora, não muito usualmente, sejam também utilizados para encontros dos presos com familiares e amigos” diz Roberto

O Senador alega em sua Ação de que tal construção não seria prioridade em momento de Pandemia que assola o País.

Roberto escreve que tal recurso, algo em torno de R$ 1.315.152,10, deveria ser investido em compra de matérias que protegessem os presos contra a COVID-19.

O problema nessa Ação Popular é que Roberto entrou contra o Estado mas a verba que esta construindo as cabines são federais e já foram aprovadas e licitadas legalmente.

Dessa forma, provavelmente, o nobre senador estaria jogando a bola para a plateia no simples intuito de conseguir um pouco de mídia em seu projeto político de 2022.

O Blog aguarda o desfecho de mais um capítulo da disputa política entre Flávio Dino e Roberto Rocha…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *