Veja como votaram os deputados maranhenses em relação à privatização da Eletrobras

O texto-base da Medida Provisória (MP) que abre caminho para a privatização da Eletrobras foi aprovado pela Câmara dos Deputados ontem, 21, as vésperas de perder a validade, que seria hoje, caso não fosse votado.

A medida que permite a capitalização da estatal foi apoiada por 258 deputados, enquanto 136 se posicionaram contrários e cinco se abstiveram. A Câmara já havia aprovado a MP no fim de maio, mas voltou a debater o assunto após mudanças no texto chancelado pelo Senado no dia 18.

A MP 1031 foi encaminhada pelo governo federal em fevereiro deste ano, na terceira tentativa da União desde 2018 em privatizar a empresa. O texto prevê a capitalização da Eletrobras com a emissão de novas ações no mercado financeiro.

*Bom ou ruim para a população ?*

Por um lado, a MP direciona parte dos recursos que serão arrecadados pelo governo com a renovação de concessões de energia no país para baratear a conta de luz das famílias e de pequenos empresários

Por outro lado, a proposta também prevê a construção de usinas termelétricas a gás, que produzem energia mais cara e funcionarão ininterruptamente. Mesmo sistema usado em períodos de sexta quando as hidrelétricas secam e para não pagar a conta sozinho o governo criou o sistema de bandeiras tarifárias.

VEJA COMO VOTARAM O DEPUTADOS MARANHENSES:

Aluisio Mendes (PSC)- sim
Bira do Pindaré (PSB) não
Dr. Gonçalo (Republicanos)- sim
Edilázio Júnior (PSD)- sim
Gastão Vieira (Pros) -sim
Gil Cutrim (Republicanos) – sim
Hildo Rocha (MDB) – obstrução
Josivaldo JP (Podemos ) – não
João Marcelo Souza (MDB) – obstrução
Juscelino Filho (DEM) – sim
Marreca Filho ( Patriota) – sim
Pastor Gil (PL )- sim
Pedro Lucas Fernandes ( PTB )- sim
Zé Carlos (PT ) – abstenção

André Fufuca(PP) – ausente
Cleber Verde (Republicanos) – ausente
João Marcelo Souza-( MDB ) -ausente
Josimar Maranhãozinho-( PL ) ausente
Júnior Lourenço( PL )- ausente
Zé Carlos( PT)- ausente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *