PF mira madeireiras ilegais nos municípios de Buriticupu e Bom Jesus das Selvas

Foto Reprodução

A Polícia Federal no Maranhão, com apoio do ICMBio e da Polícia Penal Estadual, deflagrou, nos dias 09 e 10 de julho, a Operação Araribóia Livre VI, com ações em madeireiras ilegais localizadas nos municípios de Buriticupu e Bom Jesus das Selvas/MA. ação faz parte de uma estratégia de proteção contra a extração ilegal de madeira de terras indígenas, especialmente da Terra Indígena Araribóia, a maior da região.Durante a operação, foram inutilizados 12 motores de serrarias e um caminhão velho que estava carregado de madeira serrada na hora da abordagem.

Entre as madeiras identificadas, estavam o Pau d’Arco (Ipê), Maçaranduba, Já tobá e até Piquizeiros. A madeira apreendida foi destinada à Secretaria de Administração Penitenciária do Maranhão, responsável pela guarda até a destinação definitiva. Quando for concluída a doação, a madeira poderá ser trabalhada pelos presos como forma de remição de pena.

Foto Reprodução

Durante a ação, foi verificado, ainda, que os trabalhadores atuavam em condições degradantes, dormindo em pequenos barracões de lona, sem qualquer documentação trabalhista e sem condições mínimas de higiene e/ou de equipamentos de segurança. Os proprietários das madeireiras já foram identificados e as investigações prosseguirão também em relação aos crimes conexos, como o crime de redução à condição análoga à de escravo, art. 149-A, Furto de Energia, art. 155, §3º e Receptação qualificada, Art. 180, §3º, todos do Código Penal.

A Polícia Federal reforça que a extração ilegal de madeira é crime previsto no art. 50-A da Lei de Crimes Ambientais, que tem pena prevista até 4 anos.

Em obras, BR 222 segue interditada em Bom Jesus das Selvas

Foto: PRF

Rompida na altura do Km 598, a BR 222 segue interditada entre os municípios de Bom Jesus das Selvas e Açailândia. A pista foi totalmente interrompida na manhã desta última terça-feira (26) por uma enorme cratera em decorrência das fortes chuvas na região.

Segundo informações divulgadas hoje pela Polícia Rodoviária Federal, as obras de recuperação da rodovia estão aos cuidados do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT. Equipes estão no local e os trabalhos em pleno andamento. O trecho foi sinalizado e não há formação de filas de veículos.

Porém ainda não há previsão de liberação da BR 222.

Reveja imagens:

Do Blog do Minard

VÍDEO – BR 222 rompe e é interditada por cratera gigante em Bom Jesus das Selvas

BR 222 interrompida

O fenômeno geológico comum naquela região maranhense, a voçoroca deixou um rastro de destruição entre os municípios de Bom Jesus das Selvas e Açailândia. A BR 222 ficou completamente interditada após rompimento da pistas formando uma enorme cratera. A pista cortou nas proximidades da fazenda Rodo Minas.

A Polícia Rodoviária Federal está no local e as autoridades competentes já estão tomando providências no sentido de realizar reparos de urgência para desbloquear a rodovia. O DNIT foi acionado.

De acordo com a PRF, uma rota alternativa só será indicada após uma avaliação no entorno uma vez que envolverá estradas e rodovias que não são de competência da PRF e não temos o conhecimento das reais condições.

Por enquanto não há previsão de liberação da BR 222.

Veja imagens:

Do Blog do Minard

Técnico de enfermagem do Samu morre em colisão frontal na BR 222

Hortega Gomes morreu na BR 222

O acidente foi registrado noite de sexta-feira (30), por volta das 20h, no km 572 da BR-222/MA, município de Bom Jesus das Selvas, oeste do estado do Maranhão.

A colisão frontal provocou a morte do jovem Hortega Gomes Barbosa, de 27 anos de idade, técnico de enfermagem que prestava serviços no SAMU de Buriticupu e morava em Bom Jesus das Selvas. Ele conduzia a motocicleta Honda/NXR 160 Bros, cor branca quando bateu de frente em um veículo de carga VW/29.520 Meteor 6X4, branco, de placas do município de Zé Doca/MA.

A Polícia Rodoviária Federal acredita que a vítima tenha sofrido um mal súbito no momento da batida. As causas estão sendo averiguadas.